Posts Tagged ‘organismo’

Imagem

A Iridologia é uma ciência que tem como objetivo o estudo da íris e sua relação com alterações que ocorrem com o nosso organismo, sejam elas orgânicas, metabólicas, nutricionais, nervosas, hormonais, assim como as influências psíquicas e emocionais. Atua de forma preventiva.

Para os iridólogos, os olhos têm mais funções além da visão. Eles podem servir como indicadores de doenças.

O exame não é invasivo nem doloroso e pode ser feito com um iridoscópio, com equipamentos modernos de captura de imagens ou com uma simples lupa.

O que o iridólogo observa: cores, pigmentações, estrias, fendas e anéis. Cada íris é única em sua configuração, mas os mesmos tipos de sinais se repetem em homens e mulheres. No caso dos órgãos sexuais (útero e próstata), por exemplo, ambos correspondem à mesma área topográfica do mapa iridológico.

Segundo o Dr. Bernard Jensen:

”A IRIDOLOGIA É UMA CIÊNCIA QUE NÃO FAZ DIAGNÓSTICO, MAS QUE PRESSUPÕE O GRAU DE INFLAMAÇÃO DO ORGANISMO, OU SEJA, OS ESTÁGIOS AGUDOS, CRÔNICOS E DEGENERATIVOS, EM QUE SE ENCONTRAM OS DIFERENTES ÓRGÃOS, ASSIM COMO AS SUAS DEBILIDADES”.

Read Full Post »

Tomando cuidado com as partes ósseas, no caso das costas: as escápulas, as costelas e a coluna vertebral, e no caso dos membros inferiores, não executar percussão na região poplítea ( Joelho ). Por isso tem que dominar muito bem esta técnica e saber dosar a intensidade em certas regiões.

Read Full Post »

A drenagem linfática possui diversas aplicações no campo da beleza. É um método terapêutico de massagem altamente especializado, feito com pressões suaves, lentas, intermitentes e relaxantes, que seguem o trajeto do sistema linfático. Tem por objetivo aprimorar algumas de suas funções, trazendo vários benefícios, como redução de edemas linfáticos, inchaços pós-operatórios, lipedemas, celulite, retenção hídrica, acne, entre outros problemas. Ao mesmo tempo proporciona a regeneração e a defesa dos tecidos, aumentando a diurese e a eliminação de toxinas, desenvolvendo o equilíbrio do organismo.
Melhora as funções essenciais do sistema circulatório linfático mediante manobras precisas que acompanham os trajetos linfáticos, não sendo necessária a compressão dos músculos. A principal finalidade é mobilizar a corrente de líquidos que está dentro dos vasos linfáticos. Essa pressão leve e intermitente deve ser realizada de forma rítmica e seguir sempre o sentido fisiológico da drenagem da linfa, por isso a grande importância do conhecimento desse trajeto pelos profissionais para o sucesso do tratamento. Do contrário, nada feito. Ou melhor, o efeito pode ser contrário, com o agravamento do problema.
Que tipos de problema a drenagem linfática pode melhorar?
Pode melhorar alguns tipos de edema e auxilia como coadjuvante no tratamento da celulite, já que melhora a drenagem da linfa e do sistema circulatório em geral. É também indicada nas pós-cirurgias estéticas, como lipoaspiração ou lipoescultura, acelerando a recuperação, evitando a fibrose e amenizando o edema pós-cirúrgico.

Como se faz a drenagem linfática?
A drenagem linfática é realizada à base de pressões com os dedos ou as mãos de acordo com a zona do corpo. As manobras devem ser suaves e superficiais com movimentos de deslizamento e de pressão e descompressão sobre o trajeto dos vasos linfáticos e de compressão (bombeamento) na região dos linfonodos (gânglios), como na região das axilas, do pescoço e inguinal (virilhas). A pressão exercida deve seguir sempre o sentido fisiológico da drenagem, ou seja, dos membros em direção ao tronco.
Quais os resultados estéticos?
A grande maioria dos profissionais utiliza a drenagem linfática como coadjuvante no tratamento de celulite, envelhecimento e edemas da pele, em rugas ou bolsas que formam papadas, pernas pesadas e nos quadris. Pode ser utilizada também no combate ao estresse e ao cansaço em geral. Mas é sempre bom lembrar e recomendar que a drenagem linfática com finalidade estética deve ser praticada por profissionais capacitados.


O que a paciente deve fazer para que o tratamento possa ter um resultado mais positivo?
Uma boa e variada dieta alimentar, ou seja, uma reeducação alimentar com hábitos mais saudáveis, evitando frituras, gordura, álcool, enlatados, vida sedentária e incluindo em sua rotina diária exercícios físicos regulares ou esporte. Recomenda-se não ingerir sal em excesso nem usar roupas justas e salto alto. Deve-se tomar mais água, no mínimo 2 litros por dia, e comer muita fibra.

Read Full Post »

acupuntura-is057-0181.jpg

A acupuntura é uma técnica de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa, que consiste no estímulo de pontos determinados da superfície da pele, denominados “meridianos” ( canais de energia, onde se localiza “pontos “ que deverão ser estimuldos tanto para sedação , como para tonificação, com o objetivo de equilibrar a energia vital do ser humano ). Podem ser utilizados neste processo: agulhas, ventosas, massagens, e até o calor proveniente da queima da moxa, preparada à partir da erva artemísia (moxabustão). Além dos casos de dor, várias doenças funcionais podem ser tratadas pela acupuntura. Dentro da concepção chinesa, a doença é uma manifestação de desequilíbrio, e a acupuntura seria uma forma de readquirir a harmonia perdida. Entre as doenças tratáveis pela acupuntura estão: dores em geral, especialmente do aparelho músculo-esquelético, gastrite, stress, distúrbios hormonais, insônia, asma, distúrbios menstruais, paralisia facial, sinusite, incontinência urinária, dentre outros. Uma das variações da acupuntura tradicional é a chamada auriculoterapia ou acupuntura auricular. É um método de diagnóstico e tratamento baseado no estímulo de pontos existentes no pavilhão auricular, através de agulhas, sementes, esferas de ouro, prata e cristal; e fundamentado também na Medicina Tradicional Chinesa. Idéias similares, segundo as quais uma parte do corpo seria um mapa dos órgãos, são sustentadas pelos iridologistas (a íris é o mapa do corpo) e reflexologistas (o pé é o mapa do corpo). 

Read Full Post »